top of page

Notícias

China força Ant Group a mudar atividades para reduzir monopólio

Empresa acusada de práticas ilícitas

Ficará sujeita a regulamentação



O aplicativo de pagamentos da empresa, o Alipay, tem mais de 1 bilhão de usuários na China


Perto de se tornar uma das startups mais valiosas do mundo, o Ant Group, braço financeiro do Alibaba, construiu um complexo sistema que forneceu crédito e gerenciou investimento de milhões de pessoas. Mas a China está forçando a empresa do bilionário Jack Ma a fazer mudanças radicais em suas atividades e desfazer acordos que deram ao grupo uma grande vantagem sobre seus rivais. O Banco Popular da China definiu, nessa 2ª feira (12.abr.2021), um plano de reestruturação em 5 frentes, que fará com que a empresa se alinhe totalmente às regulamentações estatais e que a colocará sob supervisão do banco central. Ou seja, o Ant Group ficará sujeito a regras semelhantes às de outros bancos, o que provavelmente reduzirá seu crescimento. O aplicativo de pagamentos da empresa, o Alipay, que tem mais de 1 bilhão de usuários na China, tem procurado aumentar seu lucro direcionando clientes para outros serviços financeiros, como empréstimos on-line. De janeiro a junho de 2020, 500 milhões de chineses usaram os serviços de empréstimos. O Ant Group reportou em 2020 receita anual de US$ 21,5 bilhões (cerca de R$ 122 bilhões). Seu lucro foi de US$ 5,8 bilhões (cerca de R$ 33 bilhões). Receba a newsletter do Poder360 todos os dias no seu e-mail No plano de reestruturação, foi definido que o Ant Group também precisa mudar seu “comportamento monopolista na forma como coleta, controla e usa dados do consumidor”. A empresa costumava comercializar seu serviço de cartão de crédito virtual para usuários da Alipay enquanto eles faziam compras. Em algum momento do procedimento, era solicitado que o usuário clicasse em “Huabei”, que significa “Apenas gastar”, como sua opção de pagamento padrão. Em muitos casos, os clientes clicavam na ferramenta sem perceber. O Ant Group fez parceria com bancos que forneceram a maior parte do crédito aos usuários da Alipay, e assim ficava com uma parte dos juros. A facilidade de empréstimo a partir da “Huabei” também levou muitos jovens chineses a emprestar dinheiro para gastar em bens de luxo e estilos de vida que não podiam pagar. A diretiva do Banco Central da China determina que a empresa pare de disponibilizar a ferramenta “Huabei” da maneira que sempre fez. Além disso, reguladores também miram o fundo mútuo do Ant Group. O Yu’e Bao foi o 1º fundo on-line do mundo em que as pessoas poderiam colocar dinheiro a qualquer hora do dia com um investimento mínimo de apenas 1 yuan, equivalente a R$ 0,85. O Yu’e Bao surgiu em 2013. No início de 2018, tornou-se o maior fundo mútuo do mundo, com cerca de US$ 260 bilhões (R$ 1,5 trilhão) em ativos. Os reguladores agora pressionam o Ant Group a encolher o fundo e oferecer aos usuários da Alipay outras opções de investimento. A empresa terá, ainda, que reduzir os riscos de liquidez de seus produtos de investimento e reduzir os ativos sob gestão da Yu’e Bao.

14.abr.2021 (quarta-feira)

8 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page